quarta-feira, 19 de maio de 2010

Mais uma vergonha nacional

Governo manda ao congresso projeto que premia atletas das Copas de 58, 62 e 70
O governo enviou nesta quinta-feira ao Congresso projeto de lei que dá um prêmio de R$ 100 mil a todos os jogadores da seleção brasileira de 1958, 1962 e 1970 e um auxílio especial mensal para complementar os ganhos até o limite do valor máximo do salário-de-benefício do regime geral de previdência social
O prêmio de R$ 100 mil será pago em única parcela. Caso o jogador já tenha morrido, a mulher ou filhos podem se habilitar a requerer o dinheiro.No caso do auxílio especial mensal, ele servirá para completar a renda mensal. O valor limite é de R$ 3.416,54.
O auxílio poderá ser pago a mulher e filhos menores de 21 anos ou inválidos do jogador falecido, desde que a invalidez seja anterior à data em que completaram vinte e um anos.
Os recursos do prêmio serão provenientes do orçamento do Ministério do Esporte e, para o pagamento do auxílio especial, do Ministério da Previdência Social. Para valer, o projeto ainda tem que ser aprovado pelo Congresso Nacional.
Fonte: Fonte: SIMONE IGLESIAS da Sucursal de Brasília (Folha Online e Folha de S. Paulo)

É LAMENTAVEL QUE EM UMA NAÇÃO DE MILHÕES DE MISERÁVEIS UM GOVERNO SE PROPONHA A USAR O DINEIRO DO CONTRIBUINTE PARA DISTRIBUIR AOS JOGADORES. ELES NÃO SÃO OS HEROIS NACIONAIS, MAIS MHEROIS SÃO OS TRABALHADORES QUE VIVEM COM MENOS DE UM SALÁRIO MÍNIMO, OS APOSENTADOS E TANTOS OUTROS.
O NOME DISSO É POLÍTICA POPULISTA E QUALQUER BOM PISCICÓLOGO PODERÁ EXPLICAR, AS ELEIÇÕES ESTÃO AI.
A CBF VAI LUCRAR SOMENTE ESTES PRÓXIMOS ANOS MILHÕES DE DOLÁRES E NÃO PRESTA CONTA A NINGUÉM SENÃO A UM CONSELHO FISCAL PELEGO E DEPENDENTE DE SEU PRESIDENTE. QUE A CBF PAGUE AOS SEUS HEROIS, POIS ELES LEVARAM O NOME DELA A SER O QUE É HOJE.
PUBLICO ABAIXO UM DEPOIMENTO QUE RECEBI E QUE ESTÁ EM ALGUNS BLOGS. SUPOSTAMENTE ESCRITO POR TOSTÃO, EX JOGADOR DA COPA DE 70. NÃO SEI DA TOTAL OU PARCIAL VERACIDADE DO TEXTO. SE FOR VERDADEIRO APLAUDO, SE NÃO FOR, DEVERIA SER.
Miguel Uchoa

Depoimento atribuído a Tostão

Na semana passada, ao chegar de férias, soube, sem ainda saber detalhes, que o governo federal vai premiar, com um pouco mais de R$ 400 mil, cada um dos campeões do mundo, pelo Brasil, em todas as Copas.
Não há razão para isso. Podem tirar meu nome da lista, mesmo sabendo que preciso trabalhar durante anos para ganhar essa quantia.
O governo não pode distribuir dinheiro público. Se fosse assim, os campeões de outros esportes teriam o mesmo direito. E os atletas que não foram campeões do mundo, mas que lutaram da mesma forma? Além disso, todos os campeões foram premiados pelos títulos. Após a Copa de 1970, recebemos um bom dinheiro, de acordo com os valores de referência da época..
O que precisa ser feito pelo governo, CBF e clubes por onde atuaram esses atletas é ajudar os que passam por grandes dificuldades, além de criar e aprimorar leis de proteção aos jogadores e suas famílias, como pensões e aposentadorias.
É necessário ainda preparar os atletas em atividade para o futuro, para terem condições técnicas e emocionais de exercer outras atividades.
A vida é curta, e a dos atletas, mais ainda.
Alguns vão lembrar e criticar que recebi, junto com os campeões de 1970, um carro Fusca da prefeitura de São Paulo . Na época, o prefeito era Paulo Maluf. Se tivesse a consciência que tenho hoje, não aceitaria.
Tinha 23 anos, estava eufórico e achava que era uma grande homenagem.
Ainda bem que a justiça obrigou o prefeito a devolver aos cofres públicos, com o próprio dinheiro, o valor para a compra dos carros.
Não foi o único erro que cometi na vida. Sou apenas um cidadão que tenta ser justo e correto. É minha obrigação.

Um comentário:

Murilo disse...

O post é dele sim Miguel, saiu tb em sua coluna na Folha de São Paulo, concordo plenamente, com tudo o que foi dito.